"Ser Essência Muito Mais"

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Dissolução

Voltou pra casa mais tarde do trabalho e a esposa já dormia. Foi até a cozinha pegou algo pra beber na geladeira e subiu para o quarto, deixando a geladeira entreaberta e a luz da cozinha acesa. Caminhou devagar até a cama para não acordar a mulher que dormia tão lindamente. Quando acordou pela manhã ela já estava pronta esperando para irem às compras e depois almoçar com a mãe dela como já tinham combinado. Como era de costume o homem havia esquecido e marcado uma reunião pela manhã. Ela já cheia daquela situação decide terminar tudo, já não fazia mais sentido continuar uma história onde só um lado cede, ele não esquecera apenas um compromisso, esquecera dela, do seu amor, como num passe de mágica o computador apagou toda sua memória, seu romantismo, era outro homem complemente desconhecido.
Ele tomado por um sentimento de tristeza e raiva, não consegue fazer mais nada a não ser chorar enquanto vê sua amada indo embora sem ao menos olhar para trás. Os dias que seguiram fora árduos e cinzas. Por fim ele toma coragem e liga dizendo que queria encontrar com ela e conversar, afinal uma história tão bonita não podia terminar assim. E ela com uma voz triste e firme aceita o convite e algumas horas depois estavam eles frente a frente tomando um café sem falar nada apenas olhando um para o outro.
Depois de alguns minutos ele toma coragem e diz algumas palavras sem tirar o olho dela.
- Ainda tenho fé em nós, sei que posso mudar e te fazer feliz.
Ela responde com algumas lágrimas no olho
- A minha fé foi se dissolvendo pouco a pouco. Que o seu afeto foi muito pra mim isso é fato, mais com o tempo você foi esquecendo-se da sua essência, foi dando muito valor pra razão e esqueceu-se de ser um pouco pra nós. Alguns já passaram por mim e outros ainda passarão. O nós já teve seu tempo e esse passou agora só te peço um favor, Não se esqueça do tempo em que fomos felizes.
Apos dizer isso ela se levanta e vai embora, e ele nunca mais viu aquela mulher que ele tanto amou e possivelmente vai amar pro resto da vida.


Baseado na letra de "A Fé Soluvel" - O Teatro Mágico
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

12 comentários:

  1. Ei Jão, repaginando o espaço, gostei bastante da "nova cara do blog" e do conto também.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Nós, homens, Jão, temos a mania de esquecer datas, mas as mulheres nunca se acostumam (rsrsrs). Abraços

    ResponderExcluir
  3. Há e sinceramente não sei como retribuir tanto carinho que venho recebendo de você, aqui também é um refúgio para mim. Sinto-me muito especial por receber tanta consideração de uma alma "livre-autêntica-sensivel" do poeta que és.
    Vou levar os selos para meu blog e postarei-os com muita honra.

    Anda entre todos
    Em muitos se reconhece
    Em poucos momentos enaltece
    A grande realidade
    O que és?
    Digo...
    És um homem
    Um poeta
    Entristece em algumas tardes.
    Contudo, sempre volta a brilhar!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. É. Fez me engasgar agora, deu um nó aqui dentro.
    pois isso é fato...

    A minha fé foi se dissolvendo pouco a pouco. Que o seu afeto foi muito pra mim isso é fato, mais com o tempo você foi esquecendo-se da sua essência, foi dando muito valor pra razão e esqueceu-se de ser um pouco pra nós. Alguns já passaram por mim e outros ainda passarão. O nós já teve seu tempo e esse passou agora só te peço um favor, Não se esqueça do tempo em que fomos felizes.
    Apos dizer isso ela se levanta e vai embora, e ele nunca mais viu aquela mulher que ele tanto amou e possivelmente vai amar pro resto da vida.

    perfeito.
    simples assim!

    um beijo meu querido...
    um ótimo fim de tarde.

    ResponderExcluir
  5. Oi Jão....

    Obrigada pelas visitas e tb o carinho...

    Seu texto é lindo...e não só isso...é uma cena do cotidiano...embora seja uma cena triste...mas ela se repete todos os dias...em algum lugar....

    SEU NOVO VISUAL DO BLOG TÁ MUITO BONITO!

    Bjos e meu carinho sempre!

    Zil

    ResponderExcluir
  6. A história é realmente linda. Uma história bonita nao é somente uma com final feliz.

    ResponderExcluir
  7. Pois é ....
    "cenas da vida real NAO sao meras coincidencias...."

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Também tenho esse costume, de ouvir uma música e desenvolver uma história. É um belo exercício.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. EHHH trem complicado este trem de amor né?!!!
    Bjs meu lindinho.

    ResponderExcluir
  10. Os detalhes simples, mas precisos, se perdem.. no cotidiano, dando lugar à uma pequena mágoa talvez.. que o tempo não consegue abrandar ...
    .
    .

    * A vida como ela é ...

    1 beijo.

    ResponderExcluir
  11. Que texto lindo, Jão!
    A vida às vezes é tão corrida q nos faz perder a noção de algumas coisas...


    Bj

    ResponderExcluir
  12. Para mim só há uma única verdade nos relacionamentos que dilacera todo ele..."comodismo".
    Nada justifica o fato de pensarmos que a conquista não precise ser diária...incansavelmente.

    Lindo texto querido, foi uma pausa para repensar certas atitudes.

    Beijo meu.

    ResponderExcluir

"A Paz, A ciência, A Essência"

Copyright © Coisas de Jão | Suporte: Mais Template